Longstone: uma das 28 ilhas do arquipélago de Farne separadas da costa por uma erosão

Durante um violento temporal na noite de 7 de setembro de 1838, Grace Darling, de 22 anos, filha de William Darling, faroleiro da ilha de Longstone, avistou um navio a vapor encalhado, que ela mais tarde descobriria ser o Forfarshire. Ela e seu pai remaram em socorro dos marinheiros e conseguiram salvar a vida de 9 dos 41 membros da tripulação. Grace se tornou uma heroína.

Longstone é uma das 28 ilhas do arquipélago de Farne. Essas ilhas originalmente faziam parte de terra firme, mas uma elevação pós-glacial do nível do mar, combinada aos efeitos da erosão marinha, as separou da costa.

Formam a extremidade de Great Whin Sill, uma intrusão de rocha vulcânica que se estende ao longo do nordeste da Inglaterra e vem resistindo ao incessante assalto do mar do Norte. Embora o dolerito chegue a ter 30m de espessura, algumas fissuras dentro da rocha se ampliaram até se tornarem fendas profundas, como as de Chasm e St. Cuthbet’s Gut, em Inner Farne. Durante as tempestades, o mar inunda essas fendas, lançando impressionantes jarros de água que chegam a 30m de altura.

As ilhas Farne estão fortemente ligadas ao cristianismo celta. São Cuthbert viveu em retiro em Inner Farne. Seu suposto dom de cura atraía peregrinos para a ilha, vindos de todos os cantos do Reino da Nortúmbria. O nome “Farne Islands” talvez derive de “Farena Ealande”, ou “ilha dos Peregrinos”. Cuthbert morreu no ano 687 d.C. Outra ilha importante para a religião cristã é Lindisfarne, a única habitada no pequeno arquipélago.

Hoje, as ilhas Farne são mais conhecidas por sua vida selvagem. Ali se reproduzem cerca de 20 espécies de aves marinhas, dentre as quais o pato-êider, o fulmar, a gaivota-tridáctila, a andorinha-do-mar, o papagaio-do-mar, a torda-mergulhadeira, o ostraceiro, o borrelho-grande-de-coleira e a petínha-ribeirinha, além de uma importante colônia de focas-cinzentas. Um estudo recente revelou que há mais de 70 mil casais de aves marinhas, incluindo 35 mil tocas de papagaios-do-mar.


Faça Parte! Adicione seu e-mail e receba mais informações