Cheddar: o maior rio subterrâneo da Inglaterra, podendo ser visto abaixo da entrada da caverna Gough

O desfiladeiro de Cheddar é um cânion estreito e profundo de calcário que atravessa os montes Mendip, perto da famosa cidade queijeira de Cheddar. É o maior desfiladeiro da Grã-Bretanha: estende-se por 5 km e atinge uma profundidade máxima de 113m.

Embora as rochas que compõem o desfiladeiro remontem ao Período Carbonífero, entre 280 e 340 milhões de anos atrás, a garganta foi criada há apenas 18 mil anos, mais ou menos no fim da última Era Glacial. À medida que as temperaturas aumentaram, as geleiras que cobriam a maior parte da superfície da Inglaterra começaram a derreter, liberando grandes volumes de água, que desgastaram o calcário macio, criando as formas que encontramos atualmente. A estrada sinuosa que hoje corre no meio do desfiladeiro demarca o antigo leito de um rio.

A erosão pela água deu origem também a várias cavernas dentro do desfiladeiro as principais são Cox e Gough. A primeira foi descoberta em meio à atividade de uma pedreira em 1837. Consiste em sete pequenas grutas unidas por túneis baixos. A caverna Gough, que só foi encontrada em 1893, abriga Fonts, uma série de represas de estalagmites que se elevam a dezenas de metros dentro da colina. O maior rio subterrâneo da Inglaterra, o Cheddar Yeo, pode ser visto logo abaixo da entrada da caverna Gough.

As cavernas de Cheddar serviram de abrigo para pessoas ao longo da História. Evidencias indicam que houve atividade humana na região no final do período Paleolítico Superior, ou Idade da Pedra. Na verdade, o mais antigo esqueleto humano completo – o Homem de Cheddar, com 9 mil anos – foi descoberto nessas cavernas em 1903. Em frente a elas fica o Museu do Homem de Cheddar, com exibições sobre a descoberta do esqueleto e a história da ocupação humana das cavernas.

Atualmente o desfiladeiro é uma atração extremamente popular. O cânion foi declarado um lugar de especial interesse científico devido a sua geologia única e aos raros morcegos de ferradura que o habitam. Todos os anos cerca de 300 mil pessoas visitam o desfiladeiro explorar os penhascos íngremes e as fantasmagóricas cavernas. Turistas em boa forma podem subir até a borda do cânion por uma escada com 274 degraus, a Escada de laço, Perto do cume existe um mirante, de onde se têm deslumbrantes vistas sobre o desfiladeiro e para o litoral.


Faça Parte! Adicione seu e-mail e receba mais informações