Seu objetivo é comprar uma moto, mas o dinheiro está apertado? veja o que fazer

Se essas for a sua situação atual pode entrar na fila que você não está sozinho.

Sem dinheiro não significa parar de consumir, porque existem outras opções, como formar um consórcio ou financiar motos.

Você sabe como eles funcionam? Você sabe a diferença entre eles? Qual é o mais barato?

Nós o ajudaremos a entender neste artigo, portanto, leia com atenção!

Financiamento de motocicleta

Conforme explicamos neste título, financiamento é uma espécie de empréstimo utilizado para a compra de um determinado bem, no caso, uma motocicleta.

Portanto, para alugar este serviço, você precisa encontrar uma instituição financeira e que tem interesse e aprove comprar um carro.

A empresa irá então analisar seu perfil de crédito e dados. Ou seja, ele verificará sua receita e a chance de você devolver o valor emprestado.

Portanto, se aprovada, a compra da motocicleta será realizada. Mas o dinheiro não passa pelas suas mãos, mas diretamente para o vendedor.

Em seguida, é necessário devolver o valor do empréstimo parcelado com juros, que variam de acordo com as condições estipuladas no contrato.

Além disso, geralmente é necessário inserir uma entrada, que também varia de acordo com o contrato. Mas pagá-lo tem uma vantagem: menores taxas de juros e menor número de parcelas.

A soma de todas as despesas envolvidas no financiamento de motocicletas é chamada de custo efetivo total ou CET. Basicamente, este é o “preço” que você paga por algo, incluindo:

  • Taxa de juro;
  • Seguro (se aplicável);
  • Imposto.

Agora vamos falar sobre o consórcio!

Consórcio de motocicletas

Esta solução de crédito é a “poupança” formada por um grupo de pessoas (membros de um consórcio) interessadas no mesmo produto (ou seja, motos).

Cada membro do grupo paga prestações mensais à administradora do consórcio, sendo que a empresa necessita obter autorização do Banco Central.

O valor do parcelamento é determinado no contrato, e o somatório do parcelamento constitui a “economia” da compra do carro.

A ordem em que os membros do consórcio comprem as motos é determinada por meio de lances de loteria ou leilão.

Portanto, se você for atraído ou “ganhar” o leilão, receberá uma carta de crédito para a compra de uma motocicleta. No entanto, você deve continuar a pagar as parcelas até que o contrato seja rescindido.

Além disso, este serviço também requer pagamento:

Segurança

Recursos de reserva: utilizados para suprir situações emergenciais como quebra de contrato para garantir o funcionamento do consórcio;

Taxa de gestão: o valor pago ao administrador pelos serviços de gestão do grupo membro da aliança. O valor é fixo e estipulado em contrato, geralmente inferior aos juros do financiamento.

Comparação: Financiamento x Consórcio de Motos

Para facilitar a comparação desses dois tipos de crédito, aqui estão as principais vantagens e desvantagens de cada tipo de crédito.

Confira!

Compra

Em termos de financiamento, a compra de motocicletas é rápida porque pode ser concluída assim que o financiamento for aprovado.

Valor de entrada

Financiar normalmente requer investimento, mas o consórcio não precisa.

Custo

No financiamento de motocicletas, as taxas de juros são cobradas mensalmente e as taxas podem ser reduzidas com base no insumo fornecido. A parcela do consórcio de motocicletas não inclui juros, mas inclui taxa de administração.


Receba mais informações gratuitamente