Financiamento de moto sem entrada

Ter uma moto é muito importante hoje em dia, pois há muitas formas de trabalho para motociclistas, sendo que o ramo que mais cresce é o de entrega por aplicativo. Existe também pessoas que desejam utilizar a moto para outras finalidades, como o lazer ou ostentação, por exemplo.

Esse desejo por possuir este tipo de veículo leva muitas pessoas a fazer o financiamento. Esse sistema funciona de um modo simples: você faz uma parceria com o banco, ele paga a moto a vista e o pagamento dessa transação é feito entre você e o banco de forma parcelada. Os bancos e financiadoras exigem um valor como entrada. Geralmente é cerca de 20% do valor total do veículo. Mas algumas empresas oferecem o financiamento de 100% do veículo.

Cabe ressaltar que este não é um processo simples, pois cada empresa possui uma política de uso diferente. Outro quesito são as temidas taxas que podem ser altas a depender da empresa. Em algumas situações, por exemplo, o valor total pago supera o valor inicial do veículo.

Por isso é preciso pesquisar e conhecer as condições dos bancos e financiadoras que oferecem o serviço. Tomando conhecimento de cada valor acrescentado na transação te dará a possibilidade de estudar a viabilidade do negócio levando sempre o orçamento mensal como ponto de partida.

Uma dica simples e eficaz para a escolha da financiadora é fazer a simulação do valor. Geralmente o site institucional oferece esse recurso. Após escolher o banco que melhor atende suas necessidades e prioridades financeiras, é hora de fazer negócio. Os documentos que precisará apresentar são: RG, CPF, CNH, comprovante de renda e comprovante de residência.

Lembre-se que cada empresa possui uma política diferente, por isso outros documentos podem ser solicitados. Mas a empresa se encarrega de avisar com antecedência.


Receba mais informações gratuitamente